Redefinir beleza: Desafiar os ideais e abraçar a singularidade

20 de junho, 2024  18:20  Fórum Fnac Chiado

Apesar dos movimentos de valorização, como Body Positivity and Neutrality, que defendem a aceitação e a valorização do corpo humano, persistem factores de condicionamento social que impedem a compreensão de que o nosso valor intrínseco como seres humanos, não está ligado à nossa forma física. A influência generalizada das redes sociais à escala global intensificou a homogeneização de padrões estéticos idealizados. A publicidade, as aplicações, os filtros e as personagens geradas por IA elevaram as noções de beleza e perfeição a níveis quase inatingíveis, transformando o corpo num objeto de apreciação coletiva e não num meio de expressão da identidade de cada um. Este debate tem como objetivo instigar uma análise aberta e sincera sobre padrões, ideais e preconceitos existentes. Ao desafiar activamente tanto as tendências emergentes como as noções profundamente enraizadas, esforçamo-nos por dar passos significativos no sentido de promover um mundo onde cada indivíduo é reconhecido e celebrado pela sua singularidade, ultrapassando os constrangimentos da mera aparência física.

Com curadoria de Alice Joana Gonçalves

Alice Joana Gonçalves, artista visual, performer, e consultora na área da cultura desenvolve o seu trabalho cruzando disciplinas como a política, justiça social e a performance. O seu trabalho de estreia, Apocalipse (2012), foi distinguido com o Prémio Nacional de Performance, a que se seguiram Minus e The Hunting. Colaborando com artistas como Julião Sarmento e Daddy G (Massive Attack), as suas performances têm sido apresentadas em todo o mundo, incluindo no MAAT em Lisboa e no Alvin Ailey American Dance Theater em Nova Iorque. O seu trabalho tem sido divulgado em revistas como a Arte Fórum e a Vogue, no programa Contentor 13 da RTP 2 e no documentário Rainha dos Cavalos da RTP, em três episódios. Como directora artística da organização sem fins lucrativos Pergunta Exótica, desenvolve vários projectos de ativismo cultural, tais como: JOY e Práticas Coletivas do Prazer; Prazer, Política e Arte; Não Sou Marcela Mas Também Faço Política. Alice Joana Gonçalves é ainda consultora e perita nas comissões de apreciação e acompanhamento da DGArtes (Direção-Geral das Artes), Ministério da Cultura, Governo de Portugal.

Oradores

Moderador Ciclo Conversas & Intérprete Língua Gestual

Parceiro de Hospitalidade

Perguntas sobre acessibilidade: 
Envie um e-mail para gestao@festivalimpacto.org para fazer perguntas e pedidos de acessibilidade ou aceda a página acessibilidade

Cartoon Político - O Poder da narrativa visual

| Política de privacidade e cookies | © 2024 Festival Impacto